Uma vida sem Glúten

23/07/2019

O glúten é um tipo de proteína que pode ser encontrada nos cereais como trigo, centeio ou cevada. Quando é colocado em água, o glúten é o que dá a consistência flexível e semelhante a cola, característica da massa criada com farinha de trigo. 

A ingestão de alimentos com esses cereais faz mal para quem tem intolerância ao glúten, como os doentes celíacos, pois eles não conseguem digerir bem essa proteína e, por isso, quando consomem alimentos com glúten ficam com sintomas como diarreia, dor e inchaço abdominal.

Glúten engorda?

Os alimentos com glúten que engordam são principalmente aqueles que também têm gordura e sal como ingredientes, como é o caso dos bolos, das bolachas e dos biscoitos, por exemplo.

Porém, alimentos como pão ou torradas, apesar de terem glúten, só engordam se forem consumidos em grandes quantidades ou acompanhados de outros alimentos ricos em gorduras ou carboidratos, como geleia ou manteiga.

Embora, retirar o glúten da alimentação seja comum em algumas dietas de emagrecimento, isso não quer dizer que engorde. Essa estratégia é usada apenas porque o glúten está presente em muitos alimentos calóricos e não saudáveis, e a sua retirada contribui para melhorar a qualidade da alimentação diária.

Que alimentos contêm glúten

Os alimentos que contêm glúten são todos aqueles que podem ser feitos com trigo, cevada ou centeio como bolachas, bolos, biscoitos, pães, torradas, cervejas e qualquer massa que leve farinha de trigo, como a massa de pizza e o macarrão, por exemplo.

Em geral, a alimentação tem muitos alimentos com trigo, o que faz com que o glúten seja consumido em grandes quantidades, e por isso alguns indivíduos referem melhoras na saúde, especialmente na regulação do intestino, quando reduzem o consumo desse nutriente. Além disso, bebidas como cerveja e whisky também contêm glúten, pois são feitas a partir do malte da cevada.

Como saber que alimentos não têm glúten

Os alimentos sem glúten são principalmente:

  • Frutas e vegetais;
  • Arroz e seus derivados;
  • Milho e seus derivados;
  • Fécula de batata;
  • Carnes e peixes;
  • Açúcar, chocolate, cacau, gelatinas e sorvetes;
  • Sal;
  • Óleos, azeite e margarinas.

Esses alimentos e outros produtos feitos apenas com esses ingredientes, como bolo de fécula de batata, por exemplo, podem ser consumidos numa dieta sem glúten. Os alimentos industrializados que apresentam no rótulo a designação glúten free, também não contêm glúten e podem ser consumidos por pessoas intolerantes a essa proteína.

Benefícios de retirar o glúten da alimentação

O principal benefício de retirar o glúten da alimentação é a exclusão de alimentos industrializados e calóricos da dieta, como bolachas recheadas, pizzas e bolos. Mesmo as pessoas que não têm intolerância ao glúten passam a sentir-se melhor porque começam a fazer uma alimentação mais saudável, o que melhora o funcionamento do intestino e do organismo. Além disso, a retirada do glúten pode contribuir para a diminuição dos gases e do inchaço na barriga de algumas pessoas mais sensíveis a essa proteína.

Prisão de ventre e excesso de gases podem indicar problemas com o glúten, por isso veja 7 sinais que você pode ter intolerância ao glúten.

7 sinais que você pode ter intolerância ao glúten

A intolerância ao glúten provoca sintomas intestinais como excesso de gases, dor no estômago, diarreia ou prisão de ventre, mas como esses sinais também aparecem em diversas doenças, muitas vezes a intolerância não é diagnosticada. Além disso, quando a intolerância é grave, pode causar a Doença Celíaca, que provoca sintomas mais fortes e frequentes de dor abdominal e diarreia.

Esta alergia ao glúten pode surgir em crianças e adultos, e acontece devido à incapacidade ou dificuldade em digerir o glúten, que é uma proteína presente no trigo, no centeio e na cevada, e seu tratamento consiste na retirada dessa proteína da dieta. 

Sintomas que pode ser intolerante ao glúten 

Como viver com intolerância ao glúten

Após o diagnóstico, deve-se retirar da dieta todos os alimentos que contenham essa proteína, como farinha de trigo, macarrão, pão, bolos e biscoitos. É possível encontrar diversos produtos especiais que não contêm essa proteína, como macarrão, pão, biscoitos e bolos feitos a partir de farinhas que são permitidas na dieta, como a farinha de arroz arroz, de mandioca, de milho, o fubá, a fécula de batata, fécula de mandioca, polvilho doce e polvilho azedo.

Além disso, é importante observar no rótulo a lista de ingredientes para verificar a presença de trigo, cevada ou centeio na composição ou resíduos de glúten, como é o caso de produtos como salsicha, kibe, flocos de cereais, almôndegas e sopas enlatadas.

Fonte: https://www.tuasaude.com/sintomas-de-intolerancia-ao-gluten/